Pronatec 2016: Vagas, inscrições e outras informações

Pronatec 2016: Vagas, inscrições e outras informações

O Pronatec começou em 2011 e desde então atende majoritariamente alunos da rede pública, trabalhadores, beneficiários de programas federais de renda e bolsistas integrais em instituições particulares. O principal objetivo é aumentar tanto a oferta de vagas técnicas quanto o acesso a elas. Para saber como funciona, descubra a seguir tudo o que você precisa saber do Pronatec 2016.

Tipos de curso

No geral, o Pronatec 2016 oferece algumas modalidades de cursos que variam de acordo com a escolaridade do aluno.

Caso o aluno não tenha começado o ensino médio ele poderá escolher um técnico integrado ou concomitante. Nesse tipo de curso, a educação técnica é fornecida junto da educação de nível médio, garantindo uma integralização de conhecimento – ou seja, o aluno vê na prática aquilo que aprende em aula.

Já quem concluiu o ensino médio pode fazer um técnico de forma subseqüente, ou seja, de maneira não integrada. Essa modalidade é conhecida como Bolsa Formação Trabalhador.

Além disso, o Pronatec 2016 oferece cursos de curta ou longa duração. Os de longa duração, como manda a lei, são reconhecidos e aprovados pelo MEC, funcionando como um peso a mais no currículo.

Inscrições para o Pronatec 2016

Como as inscrições são feitas individualmente por cada instituição ofertante de vagas, as regras variam de acordo com o curso e também de acordo com as diretrizes da própria instituição.

Assim, é possível que seja necessário apresentar um determinado documento em uma instituição e em outra, não. As regras também tendem a variar bastante se a instituição é pública ou não e também se há uma grande quantidade de vagas ou não.

Quanto ao período de inscrições, também é importante atentar-se a cada instituição. Normalmente as inscrições podem ser feitas ao longo de todo o ano desde que haja disponibilidade de turma e por isso é importante buscar informações com frequência.

No caso do Sisutec, entretanto, existe um período delimitado de inscrição que é divulgado pelo próprio governo. Esse programa ocorre duas vezes por ano, sendo uma antes de cada período. Quanto às regras de inscrição é preciso ter conclusão do ensino médio em instituição pública em como bolsista integral em instituição privada. Há também vagas especiais destinadas para pretos, pardos e indígenas desde que atendida a condição anterior.

Novas regras para 2016

Embora as inscrições continuem de maneira autônoma, o governo decidiu implementar mudanças para diminuir a evasão desses cursos em 2016. A principal delas é que instituições que não possuam mais de 85% de efetividade não receberão repasses integrais.

Embora ainda não esteja totalmente claro, é esperado que as instituições comecem a atuar de maneira a impedir que ocorra a evasão escolar desses cursos. Além disso, as instituição que não atingirem o índice de conclusão de 85% poderão ofertar horas gratuitas de aulas e cursos, aumentando a oferta de vagas.

Para que isso seja possível, todas as instituições ofertantes, públicas ou particulares, precisarão controlar e informar a frequência de seus alunos. Anteriormente, isso era obrigatório apenas para as instituições privadas.

O Pronatec 2016 é uma iniciativa importante de democratização do acesso ao ensino técnico, mas para não perder oportunidades é preciso ficar atento no processo seletivo oferecido por cada instituição. Dessa forma, tenha concluído o ensino médio ou não, é possível conseguir uma qualificação a mais.

Post Comment