Dicas de português

Dicas de português

Na hora de estudar para provas de concurso ou mesmo vestibular, estudar pode até parecer um desperdício. Afinal, como brasileiros nativos, todos falamos português fluentemente, certo? A questão por trás disso é que existe uma diferença fundamental entre o português falado e o escrito, e isso tem sido usado há muitos anos para fomentar preconceitos linguísticos. Logo, em redações para provas, o português exigido é o da norma padrão. Para não se complicar, é importante se lembrar de algumas das seguintes dicas.

Saiba como usar os “porquês”

A língua portuguesa do Brasil tem quatro “porquês”, cada um para ser utilizado em um contexto.

Por que – Usado para denotar uma pergunta ou razão. Ex: Por que você não veio?

Por quê – Usado no final das frases. Ex: Você sabe por quê.

Porque – Corresponde a uma explicação. Ex: Não vim porque estava chovendo.

Porquê – É um substantivo, substitui “motivo”. Ex: Nunca vamos saber todos os porquês.

Use a crase corretamente

A crase costuma ser a dúvida de muitas pessoas e estudantes. A dica é se lembrar que se usa a crase junto a substantivos no feminino, indicando a presença da preposição e artigo. Então se você vai ao (a + o) cinema, definitivamente vai à (a + a) ópera. Em outros casos, procure substituir por qualquer outra preposição: Falou a você se torna falou de você. Se não há contração, não há crase.

Organize seu texto antes de escrever

Cada texto tem um modo de organização diferente, mas o mais comum a ser utilizado nas provas é a redação uma redação dissertativa. Antes de escrever o texto, é importante definir um problema, como por exemplo, “Propaganda infantil no Brasil”. O começo do texto é a introdução, em que se explica resumidamente sobre o problema e suas implicações e deve ter em média um parágrafo. Depois disso, há o desenvolvimento. A média são dois parágrafos, e você deve usá-los para expor as consequências e propor uma solução para o problema apresentado. Para terminar, deve criar uma conclusão, com também uma média de um parágrafo. A conclusão serve para fechar o pensamento desenvolvido no texto e reafirmar suas perspectivas. Não se esqueça que o texto é totalmente impessoal e jamais deve conter “eu”, “nós”, ou mesmo verbos flexionados na terceira pessoa.

Leia muito

O único modo de desenvolver seu vocabulário de verdade é ler com bastante frequência. Artigos, editoriais, reportagens, notícias, quadrinhos, literatura… Só não vale ficar estacionado em um tipo só de leitura, pois ele oferece pouca variedade. Ler todos os dias também é uma ótima maneira de absorver aspectos culturais do país e do mundo, além de te deixar informado sobre importantes fatos que possam estar acontecendo e costumam ser abordados nas provas.

Escreva sempre

A melhor maneira de melhorar sua escrita é criar o hábito de escrever sempre. Estabeleça uma meta em relação aos textos escritos, por exemplo, dois textos por semana, e depois revise-os com cuidado ou entregue a um serviço de correção. Crie o hábito de cronometrar o tempo que leva para fazer uma redação completa.

Post Comment