Concurso Polícia Federal

Concurso Polícia Federal

Um dos concursos previstos para o final de 2015 e extremamente aguardado é destinado àqueles que desejam trabalhar na área criminal e administrativa da Polícia Federal. Embora o edital ainda não tenha saído até o presente momento, há bastante expectativa sobre a alta remuneração oficial e espera-se que a maioria das informações importantes sejam as mesmas do último concurso. Para saber mais, continue a leitura.

Aguardando parecer do MPOG

Em 2014, a presidente Dilma Roussef publicou um decreto que permitia que a realização de concursos para carreira policial não requeresse mais autorização do Departamento do Planejamento, Orçamento e Gestão, só sendo necessária a necessidade de pelo menos 5% do total de servidores em exercício. Entretanto, o Ministério ainda precisa dar o seu parecer mas se tratando apenas de questões orçamentárias e não mais de autorização.

Sobre a Polícia Federal

O Departamento de Polícia Federal é uma instituição policial subordinada ao Ministério da Justiça, que tem por função ser a polícia judiciária exclusiva da União, manter a ordem e preservar a incolumidade das pessoas e bens da União, atuando como polícia marítima, aeroportuária e das fronteiras. Entre os crimes que combate, estão o tráfico humano e de drogas, o terrorismo, a pedofilia, crimes ambientais, crimes cibernéticos, e ainda o controle e fiscalização do Sistema Nacional de Armas e de toda atividade de segurança privada no Brasil.

Sua sede é em Brasília, embora tenha unidades em todas as capitais do país, que são chamadas superintendências regionais. Ela existe há setenta e um anos, embora a Polícia Federal que existe hoje derive do órgão criado por Dom João VI em 1808, chamado Intendência-Geral de Polícia da Corte e do Estado do Brasil.

Sobre o concurso

Prevê-se que o concurso realizado pela Polícia Federal busca preencher 558 vagas, sendo 491 destas para o cargo de delegado e 67 para o cargo de perito. Ambos os cargos requerem o nível superior de escolaridade, o de delegado, mais especificamente, no curso de Direito e o de perito, em diversas áreas de especialidades incluindo Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Medicina, Biomedicina, Farmácia, Geologia e Química. Para tomar posse do cargo, é preciso comprovar ter pelo menos três anos de experiência em atividades jurídicas ou policiais. A remuneração inicial é de R$ 16.830,85 e a jornada é de quarenta horas semanais.

Os cargos a serem preenchidos serão, prioritariamente, nas fronteiras de estados como Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amapá, Acre e Amazonas, embora também espera-se que outros estados sejam incluídos com o lançamento do edital de acordo com as necessidades da instituição.

Para ambos os cargos, a prova de seleção é objetiva e discursiva, sendo a objetiva com 120 questões e a discursiva, com três questões discursivas. Há realização de exame de aptidão física, exame médico e psicológico, prova oral e análise dos títulos. Além disso, o candidato deve passar por um curso de formação. Entre as matérias que supõe-se que serão exigidas na prova estão: Português, Raciocínio Lógico, Economia, Direito Processual Penal, Contabilidade Geral, Direito Penal, Direito Administrativo, Legislação, Informática e Atualidades.

Post Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.